• Tiago Araripe

Poemas pra ler sorrindo

Atualizado: Set 23


Clique na imagem para ver (e ouvir) o vídeo



Chuva fina

no riacho vai por

água abaixo.



Há anos, tenho na gaveta os originais de um livro de micropoemas e contos curtíssimos. Feitos quando estreei no Twitter, daí o primeiro título, 140, referência ao número de caracteres então suportados pela rede social.


"Poemas-pílulas, contos-gotas" era o subtítulo, agora oficialmente promovido a nome.

O livro permanece inédito pelo simples motivo de eu haver pensado que deveria ser feito em parceria com um ilustrador de traço sintético, capaz de captar o clima de alguns poemas e criar vinhetas que dialoguem com eles, acrescentando movimento e graça à publicação.


É um daqueles projetos que não se concretizaram e, vez ou outra, ficam pedindo pra vir à tona.


Começo a divulgá-los aqui - e alguns poemas já são mais recentes - com a esperança de que o ilustrador exista e se apresente. Não chegam a ser haikais, embora alguns formalmente o sejam.


Mesmo assim, pode ser aplicado o espírito do nome desse gênero surgido no século XVI, no Japão, em que "hai" significa brincadeira e "kai", harmonia. Ou seja, são poemas pra ler sorrindo.



Veja, AQUI, mais postagens do blog.

#PoemasPílulasContosGotas #140Caracteres #Twitter #TiagoAraripe #Haikai #Bashô

88 visualizações2 comentários

©2020 por Tiago Araripe