• Tiago Araripe

O menestrel e o maestro


Abidoral Jamacaru, o menestrel do Crato, em uma de suas apresentações.


E continuamos a falar de parcerias. Hoje, com depoimentos de um parceiro recente, com quem tenho composição ainda inédita, e outro mais antigo, que, da mesma forma que eu, bebeu nas fontes da Chapada do Araripe e da rica cultura do Cariri cearense. São o maestro Luciano de Almeida Franco, multi-instrumentista, compositor, produtor e arranjador musical de destaque na cena de Fortaleza, e Abidoral Jamacaru, um dos artistas mais expressivos da microrregião do Cariri.


O nome Abidoral Jamacaru é tão forte quanto a sua voz rascante e a personalidade de suas composições. Há um aspecto a destacar na sua trajetória: ao contrário de muitos artistas, como é o meu caso, ele permanece na sua cidade de origem. Mora, há décadas, na mesma casa - cuja foto da fachada virou capa de um dos seus álbuns -, ponto obrigatório de visitação aos que chegam no Crato com interesse em conhecer de perto a diversidade cultural da cidade e da região. Admiro esse enraizamento de Abidoral. Ele faz shows e grava discos em outras cidades, como Fortaleza e São Paulo, mas sempre volta à sua "aldeia", que canta em canções como Pra Ninar o Cariri. Que ele diga, com as próprias palavras, como nasceu a nossa parceria.



OXUM: UMA LETRA ENTREGUE EM MÃOS.


"O Tiago nos antecedeu aqui no Cariri. Ele chamou nossa atenção pela qualidade, criatividade e originalidade do trabalho dele, tanto como compositor, quanto intérprete. Nós não tínhamos muito contato com ele por conta da distância e por ele não ter participado do movimento do qual nós participamos e, sim, de um movimento muito mais avançado que existia lá em São Paulo, que era a vanguarda paulista; então nós tínhamos ele como uma referência, mas de longe.


Quando fui gravar meu primeiro álbum, que era um vinil, o Avallon, tive a ideia de convidá-lo a participar, cantando Pra Ninar o Cariri conosco. Ele cantou divinamente essa música com a segunda voz e, depois dessa aproximação, nós pudemos trocar mais experiências e ideias. Nesse meio tempo, ele passou lá em casa e me apresentou a letra de Oxum.


Na primeira leitura que tive da letra, eu já me encantei; ele entendia perfeitamente a figura de Oxum, a deusa das águas doces nos contos africanos.

Ele escreveu de uma forma lírica e poética, e aí não foi difícil compor a melodia e musicar. A letra dele já era musical por natureza, então, as coisas foram fluindo e produzi as partes. Quando vi, a música já estava terminada. Para mim foi um imenso prazer. Eu tenho uma admiração imensa pelo trabalho dele e ele é uma referência para nós compositores, que viemos logo após ele."


Abidoral Jamacaru



O maestro, compositor, arranjador, multiinstrumentista e produtor musical Luciano de Almeida Franco.


Conheci o maestro Luciano Franco durante ensaios e o show de lançamento do CD Futuro e Memória (Fortaleza, 29/03/2018), do qual participei a convite do letrista, jornalista e produtor cultural Dalwton Moura. Conhecer é modo de dizer, pois naquela ocasião não chegamos a trocar palavra.


No entanto, com tantos amigos em comum, nos aproximamos depois pela internet. Também assim fizemos uma canção em parceria, que uma hora dessas virá a público.


Luciano Franco é cearense e tem mais de 50 anos de estrada, nos quais exerceu suas múltiplas facetas musicais, seja gravando álbuns próprios, seja produzindo e arranjando para outros artistas, acompanhando nomes como Dominguinhos, Clara Nunes, Cauby Peixoto e Doris Monteiro, além de dividir palcos também com Hermeto Pascoal, Roberto Menescal, Fagner e Belchior, entre outros.


Seu trabalho autoral tem como base toda uma diversidade de ritmos brasileiros e suas composições já foram gravadas por nomes expressivos da cena musical.


O álbum mais recente, Sonho ou Canção, reúne composições dele em parceria com Dalwton Moura.


E como acontecem as suas parcerias? É sobre isso que o maestro escreve no texto a seguir.



NA MAGIA DA PARCERIA, A MAGIA DA MÚSICA.


"A minha parceria na forma de compor tem se apresentado de várias formas, Na maioria das vezes, eu desenvolvo primeiramente a melodia e envio para aquele parceiro que, segundo minha linha de raciocínio, possa ter uma maior afinidade com aquela melodia, Mas, acontece também, em uma proporção bastante significativa, de os parceiros me enviarem a letra para que eu possa musicá-la posteriormente, isso tem acontecido ultimamente com uma maior frequência.

O mais importante é que, quando a letra chega e o tema, o seu espírito e a forma como foi escrita se encaixam com perfeição, vira um outro produto. Não é mais uma melodia, não é mais uma letra Ela parece que adquire uma personalidade própria. E até parece que ambas foram construídas no mesmo momento, ao mesmo tempo. É a magia da música.

Viva a parceria! Viva o compartilhamento de ideias! Viva a música!"


Luciano de Almeida Franco


NOVIDADES


Luiza Nobel interpreta Lugar ao Sol, canção classificada em segundo lugar

na finalíssima do Festival da Música de Fortaleza 2020.


Veja aqui

Veja aqui






Posts recentes

Ver tudo

©2020 por Tiago Araripe

Entrega dos produtos digitais comprados na loja imediatamente após a confirmação do pagamento.  Fortaleza - CE  |  663.524.288-00