• Tiago Araripe

70 anos: festa no coração

Atualizado: Set 7


Caminhada na Serra do Gerês, Portugal. (Foto: Marta Panerare)


Percebi, ao chegar aos 70 anos, que os acontecimentos mais marcantes da minha vida não foram notícias divulgadas na mídia, e sim registros internos de gestos, mesmo pequenos, de carinho, atenção e solidariedade.


O olhar de uma amiga que já não está entre nós, as palavras e a compreensão de outros... A sincronicidade com que algumas manifestações de amizade nos tocam, por se apresentarem em momentos de uma precisão tal que é impossível dissociá-las de sinais da presença de Deus.


Dos familiares e amigos que se foram, ficam sorrisos, abraços, conselhos, mas também silêncios, entendimento, presença viva em sonhos e lembranças.


E se há tanta coisa que merece ser esquecida, há muitas outras que nos marcam de tal forma que não sairão jamais da memória.


Percebo nos amigos verdadeiros uma maneira de Deus nos mostrar Sua verdade, nos confortar com Seu amor, nos fazer confiar nos Seus desígnios.


Neste aniversário de 70 anos, recebi muitas mensagens, que li ou ouvi com a devida atenção. Respondi boa parte delas, mas, por serem numerosas, expresso aqui a minha gratidão de forma coletiva e abrangente.


Grato a você por se fazer presente nessa data tão significativamente da minha existência.


Desta vez, não houve bolo. Quando muito, duas simples velinhas espetadas numa mousse de chocolate.


Mas cada forma de consideração e amizade foi devidamente reconhecida e celebrada.


A festa aconteceu, principalmente, no coração.


DOIS PRESENTES MUSICAIS


Os presentes se estenderam de uma conquista profissional do meu filho Diogo a uma programação especial com amigos no norte de Portugal, com direito a um passeio de barco pelo Rio Douro, em Porto, e uma bela incursão à Serra do Gerês, na fronteira com a Espanha.


Entre eles, registro aqui dois acontecimentos que vieram no rastro da estreia do álbum Terramarear nas plataformas digitais.


Ontem, 10 de agosto, fiz a primeira entrevista numa rádio portuguesa: a RDP África.


A emissora integra o complexo de comunicação RTP, espécie de Rede Globo de Portugal.


Estive a gravar para o programa Soulstício, conduzido pelo angolano António Santos e transmitido em Lisboa e diversos países do continente africano.


A entrevista está sendo editada, recheada com as músicas de Terramarear, e será divulgada ao longo das edições de setembro do programa.


Eu e Ana Ruth, que me acompanhou à rádio e fez fotos do encontro, ficamos impressionados com a gentileza de António e o amor que ele demonstrou ter pela música brasileira. Falou também dos fortes elos que ligam Angola e Brasil. Um bom laço de amizade e respeito mútuo se estabeleceu ali.







Poucos dias antes, tivemos a faixa de abertura de Terramarear incluída nesta playlist editorial do Spotify, que é muito boa e já conta com mais de 295.300 seguidores.


Você é um Oásis é a mais recente parceria com Zeca Baleiro, que tem participação especial na gravação.


Terramarear pode ser ouvido online, em plataformas digitais como estas:












178 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo